Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Ministro Raul Jungmann acompanha treinamento de policiais militares e bombeiros em Palmas (TO)

Destaque

Ministro Raul Jungmann acompanha treinamento de policiais militares e bombeiros em Palmas (TO)

por publicado: 18/10/2018 18h00 última modificação: 23/10/2018 16h52
Cooperação entre os ministérios da Segurança Pública e Defesa prevê o treinamento de 4.700 agentes de segurança em todo o país

Foto: 22º Batalhão de InfantariaBrasília, 18/10/2018 -  O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, acompanhou, nesta quarta-feira (17), uma etapa do treinamento de policiais militares e bombeiros do estado de Tocantins realizada pelo Exército Brasileiro em Palmas (TO).

A atividade faz parte de um acordo de cooperação assinado em maio entre os ministérios da Segurança Pública e da Defesa e que prevê  atividades nas áreas de gestão de pessoal, inteligência, capacitação, manutenção, apoio logístico e relacionamento institucional.

Saiba mais:  Jungmann e Luna anunciam apoio do Exército às PMs

Durante a visita ao 22º Batalhão de Infantaria em Palmas (TO), Raul Jungmann presenciou treinamento de tiro de armas menos letal (como granada de luz e som e armas com balas de borracha) e instrução de sobrevivência na selva.

“As Forças Armadas do Brasil têm uma das melhores preparações do mundo. O que estamos fazendo é aproximar essa capacitação e qualificação das nossas polícias que só têm a ganhar, é uma ação positiva em termos de segurança pública. Ganha as polícias, os bombeiros, ganha o Exército e ganha, sobretudo, a sociedade do Tocantins”, afirmou Jungmann.

As ações visam fortalecer o sistema de segurança pública a partir da maior qualificação e valorização do trabalho das Polícias Militares e Corpo de Bombeiros.  Um dos objetivos do treinamento é reduzir o grau de letalidade das polícias, dando mais segurança à sociedade.

O treinamento realizado em Palmas conta com a participação de 75 policiais militares e 15 integrantes do corpo de bombeiros. De acordo com o Ministério da Defesa, serão realizadas em diferentes regiões do país, 160 atividades de treinamento envolvendo um efetivo superior a 4.700 pessoas.